O livro A inclusão do outro foi publicado em 1996, quatro anos depois de Direito e democracia. Em ambos, trata-se de pensar as consequências do conteúdo universalista dos princípios republicanos. Tal conteúdo implica respeito e solidariedade. Desse modo, a universalidade não seria incompatível com a alteridade e a diferença. Como bem pontua o prefácio do texto, “a ‘inclusão do outro’ significa que as fronteiras da comunidade estão abertas a todos – também e justamente àqueles que são estranhos um ao outro – e querem continuar sendo estranhos.”
Se considerarmos os acontecimentos que vêm ocorrendo no mundo, como a questão da imigração na Europa e em outros países, no que se inclui diferenças culturais e religiosas profundas, a questão da divisão e do ódio que se manifestaram em eleições majoritárias ao redor do mundo, ao lado da questão da pobreza, nesse cenário, o tema pensado pelo livro adquire grande atualidade.
O livro tem espectro amplo e inclui o debate havido com Rawls, bem como a discussão do bicentenário de a Paz perpétua de Kant.
Por isso, ele é um convite para os colóquios repensarem o tema frente a atualidade do mesmo.

Delamar José Volpato Dutra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s