Colóquio Habermas 2012

Clique aqui para baixar os anais do VIII Colóquio Habermas

Histórico

Os estudos da filosofia pragmática da linguagem, e particularmente da obra de Jurgen Habermas, são parte importante das atividades do Departamento de Estudos e Pesquisas do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia nos últimos vinte anos.

No Seminário “Informação e democracia: a reflexão contemporânea da ética e da política”, realizado em agosto de 2009, para conclusão do primeiro estágio de pós-doutorado no IBICT, diversos pesquisadores convidados apresentaram importantes trabalhos baseados na obra de Jürgen Habermas.

Em maio de 2010 o IBICT e a Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina organizaram no Rio de Janeiro o VI Colóquio Habermas.

Agora o IBICT e o Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFSC estão organizando o VIII Colóquio Habermas, em parceria com a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação – ANCIB e a Escola de Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.  Este Colóquio será realizado de 22 a 24 de maio de 2012, na cidade do Rio de Janeiro.

Artigos

A constituição de uma esfera pública virtual e a contribuição do campo da comunicação
Marta H. D. Tejera

A esfera pública frente ao processo de laicização do âmbito moral
Jovino Pizzi

A interpretação habermasiana das crises internacionais e sua relação com a esfera pública e a opinião pública
Gilvan Luiz Hansen
Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro
Ozéas Corrêa Lopes Filho
José Ricardo Ventura

A opinião entorpecida: breve análise sobre a esfera pública viciada e a falta de razão no debate sobre drogas no Brasil
Athos Luiz dos Santos Vieira

A ordem moral moderna e a política do secularismo
Luiz Bernardo Leite Araujo

A legitimidade democrática na sociedade mundial sem governo mundial
Davi José de Souza da Silva

A política como atividade inteligente: considerações sobre a possibilidade de um novo conceito de espaço público
Edmilson Alves de Azevêdo

A questão negra na esfera pública brasileira: questões de integração, reconhecimento e redistribuição
Alicianne Gonçalves de Oliveira

A reinvenção da esfera pública na sociedade em rede
Marcio Gonçalves
Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

As condições para a contribuição da razão de cidadãos religiosos à esfera pública crítica
José Marcos Miné Vanzella

As implicações burguesas da esfera pública em Habermas
Gilvan Luiz Hansen
Gilvan Luiz Hansen Júnior
Ozéas Corrêa Lopes Filho

Adeus à teoria discursiva?
Alessandro Pinzani

Ampliação de direitos políticos de sufrágio universal e voto direto no Brasil
André F. Ferraz

Complementação Funcional dos Déficits da Moral Racional pelo Direito Positivo
André Luiz Souza Coelho

Cognitivismo e expressivismo na Teoria da Ação comunicativa
Arthur Grupillo

Desacordos sobre o significado dos direitos constitucionais
Marina Velasco 

Educação e a questão multicultural
Nadja Hermann

Entre o público e o privado – Para uma rediscussão de “Mudança estrutural da esfera pública”
Luiz Paulo Rouanet
Wilson Levy

Esfera públicacidadania multicultural e formação crítica em Jurgen Habermas
Anderson de Alencar Menezes

Esfera pública e meios de comunicação em Jürgen Habermas
Jorge Adriano Lubenow

Espaço público e Direitos humanos
Antonio Cavalcanti Maia

Faíscas da fricção público/privado
Lucia Santa Cruz

Habermas: determinismo e liberdade no debate sobre a bioética
Luis Marcos Ferreira

Habermas e a reconstrução do materialismo histórico – da práxis instrumental para a práxis comunicativa
Laiz Fraga Dantas

Habermas e a verdade na esfera pública
Frederico Oléa

Habermas e as apropriações culturais das TICs: rumo a ciberesferas públicas?
Marco Antônio de Almeida

 Habermas em tempos de crise: Crise da união europeia ou crise de Habermas?
Frederic Vandenberghe

Habermas, esfera pública, aprendizado, evolucionismo
André Jacques Louis Adrien Berten

Hobbes e Rousseau: ressonâncias modernas na esfera pública habermasiana
Hélio Alexandre da Silva

Interações mediadas pela linguagem, organizações e sociedade: entre o mundo da vida e os sistemas
Clóvis Montenegro de Lima

Mudança estrutural da esfera pública: cinqüenta anos de um texto atual e multifacetado
Gilvan Luiz Hansen
José Eliezer Teixeira Pereira
Rosely Dias da Silva
Solange Machado Blanco
Tânia Marcia Kale

Opinião pública, publicidade e consumo: uma leitura a partir de Habermas
Cândido Francisco Duarte dos Santos e Silva
Gilvan Luiz Hansen
Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro

O Pré-Moderno habermasiano como espelho da Modernidade
Fernanda Borges da Costa

Prescritivismo e Relativismo
Alcino Eduardo Bonella

Reflexões sobre o conceito de liberdade comunicativa
Flavio Beno Siebeneichler

Regime de informação e esfera pública: o debate da política de defesa
Angélica Ceron
Clóvis Montenegro de Lima

Repercussões do conceito de esfera pública habermasiano no projeto profissional do Serviço Social
Alessandra Genú Pacheco

Sistema de ouvidorias judiciais: esfera pública e defesa da cidadania
José Antonio Callega

Teoria discursiva da verdade e demandas de validade da informação imagética em uma comunidade de pesquisa
Márcia Feijão de Figueiredo

Teria Habermas recorrido a uma suposição dworkiana equivocada em Der Zukunft der menschlichen Natur?
Charles Feldhaus

Transparência e publicidade: a esfera pública segundo Jürgen Habermas
Luiz Sergio Repa

Uma questão interculturalista na ótica habermasiana: o mundo como esfera pública
Jorge Atilio Silva Iulianelli

Galeria

Agradecimentos pelas fotos: Alessandra Genu

Hospedagem

Seguem abaixo, algumas sugestões de hospedagem:

Copa Sol – Rua Sta. Clara, Copacabana. –  R$ 257,00

Debret – Av. Atlantica, 3564. –  R$ 279,00

Paysandu – Rua Paysandu, 23, Flamengo. –  R$ 170,00

Inscrições

As inscrições para o VIII Colóquio Habermas serão feitas no local. Não serão cobradas taxas. Aos participantes, serão fornecidos certificados.

Local

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Auditório Vera Janacoupoulos
Avenida Pasteur, 296 – Urca
CEP 22290-240
Rio de Janeiro

Veja o local no Google Mapas

Organização

Comissão organizadora:

Alessandro Pinzani
Alfredo Tolmasquin
Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
Delamar José Volpato Dutra
Flavio Siebeneichler
Isa Maria Freire
Maria Nélida Gonzalez de Gomez

Secretária executiva:

Selma Santiago

Pesquisadores

Alcino Eduardo Bonella

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Professor do Instituto de Filosofia (IFILO) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), pesquiso e leciono na Graduação em Filosofia, no Programa de Pós-Graduação em Filosofia (Mestrado), e no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (Mestrado e Doutorado). Trabalho nas seguintes áreas: metaética, ética normativa, ética prática, bioética, filosofia da biologia, filosofia da mente. Pesquiso e me interesso pelos seguintes assuntos: racionalidade, normatividade, naturalismo, valor da vida, ética na pesquisa (com embriões, fetos, animais, crianças, esportistas), aborto, infanticídio, eutanásia, melhoramento humano, saúde pública, pobreza, mudança climática. Também me interessam estudos empíricos sobre placebo, comparação de tratamentos com e sem uso de drogas, bem estar animal, absorção de vitamina B12, dietas, consentimento presumido, doação de órgãos, FIV. Sou membro da International Society of Bioethics (IAB), da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB), do Núcleo de Estudos do Pensamento Contemporâneo (UFMG/Fapemig), e pesquisador do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Produtividade em Pesquisa).

Alessandro Pinzani

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Possui mestrado em Filosofia – Università degli Studi – Firenze (1992) e doutorado em filosofia – Universität Tübingen (1997). Fez pós-doutorado na Columbia University de New York (2001-2002). Obteve a Habilitation (Livre-Docência) e a Venia Legendi em filosofia na Universität Tübingen (2004). Desde fevereiro de 2010 está efetuando Estágio Sênior de um ano na Humboldt-Universität de Berlim com bolsa Capes. Desde 2004 é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, coordenador do GT “Teorias da Justiça” da ANPOF, coordenador do Centro de Investigações Kantianas (Florianópolis), coordenador do NEFIPO (Núcleo de Ética e Filosofia Política) do CFH da UFSC, membro da Forschungsstelle für politische Philosophie da universidade de Tübingen e pesquisador II do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Política, atuando principalmente nos seguintes temas: democracia, Maquiavel, Kant, Habermas, teorias da justiça e republicanismo.

Anderson de Alencar Menezes 

Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica de Pernambuco, Bacharel em Teologia pelo Centro Unisal – Campus Pio XI (São Paulo), Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutor em Ciências da Educação pela Universidade do Porto/Portugal. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas e tem interesse pelas seguintes Linhas de Pesquisa: 1) Educação, Ética e Linguagem; 2) Cultura, Violência e Transcendência e 3) Filosofia, Bioética e Ética em Pesquisa. Trabalha na perspectiva da Escola de Frankfurt, de modo especial: Theodor Adorno, Max Horkheimer e Jurgen Habermas. No que diz respeito à relação entre Cultura, Violência e Transcendência, estuda as teses de: Tomás de Aquino, Renè Girard e Gianni Vattimo.

André Jacques Louis Adrien Berten

André Berten graduou-se em Filologia Clássica (1961) e Ciências Econômicas, Sociais e Políticas (1964) pela Université Catholique de Louvain (Bélgica), tendo concluído pela mesma universidade Mestrado em Filosofia e Letras (1963). É diplomado em Economia e Finanças pelo Instituto dÉtudes Politiques de Paris (1967). É Doutor em Filosofia pela Université Catholique de Louvain (1968), onde atuou durante cerca de 35 anos como Professor do Instituto Superior de Filosofia, do qual é atualmente Professor Emérito. Publicou mais de 80 trabalhos científicos e orientou mais de 100 dissertações de mestrado e teses de doutorado. Foi Professor Visitante em diversas universidades, atuando especialmente nas áreas de Ética e Filosofia Política.

Antonio Carlos de Souza Cavalcanti Maia

Possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1983), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1987), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1989) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1999). Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de filosofia contemporânea e desenvolve pesquisas no domínio da filosofia prática, com ênfase no campo da filosofia do direito. Tem publicado sobre os seguintes temas: argumentação, princípios jurídicos, pospositivismo, neoconstitucionalismo, filosofia do direito, Foucault e Habermas. Tem abordado também o campo interdisciplinar que lida com questões atinentes às identidades nacionais em sociedades contemporâneas.

Charles Feldhaus

Possui doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009). Atualmente é professor adjunto A da Universidade Estadual de Londrina. Coordenador da especialização latu sensu em filosofia moderna e contemporânea da UEL. É membro do Comitê de Ética na Pesquisa envolvendo Seres Humanos da UEL. Também é especialista em biossegurança. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, atuando principalmente nos seguintes temas: boética, liberdade, legitimidade, liberalismo e arbítrio. Na UEL, leciona atualmente disciplinas na área de filosofia moderna, ética e filosofia política.

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

Graduado em Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (1986). Mestre (1992) e Doutor (2005) em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre (1993) e Doutor (2000) em Administração na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Professor adjunto 2 da Universidade Federal de Santa Catarina (2006 a 2009). Atualmente é pesquisador adjunto do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Tem experiência nas áreas de Ciência da Informação e Administração. Tem abordado os seguintes temas nas suas pesquisas: usos sociais da linguagem, teoria do agir comunicativo, trabalho imaterial e produção colaborativa, administração de organizações complexas e informação em saúde.

Edmilson Alves de Azevêdo

Possui graduação em Curso de Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco (1975), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (diss. Dialética e Razão em Jürgen Habermas) (1988) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002) (Tese: Linguagem e Filosofia: A Razão e suas Vozes). Especialização em Sociologia pelo (1979) PIMES/UFPe. Atualmente é prof. Adjunto IV na Universidade Federal da Paraíba, atuando junto ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia (Mestrado e Doutorado) desta instituição. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Fenomenologia, Hermenêutica Filosófica, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia Moral, História dos Conceitos, Habermas e Filosofia Prática, Antropolgia Filosófica e Bioética. Filosofia Alemã Contemporânea, História da Filosofia Moderna (Kant e o Idealismo Alemão). Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (Mestrado) da Universidade Federal da Paraíba (2009-2010).

Flávio Beno Siebeneichler

Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutorado em Teologia e Ciência da religião pela Universidade de Regensburg. Foi professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor titular da Universidade Gama Filho. Tem experiência na área da ética e da filosofia contemporânea, especialmente no campo da Teoria Crítica (T. W. Adorno e M. Horkheimer), da Fenomenologia (E. Husserl e P. Ricoeur), da Hermenêutica (H. G. Gadamer), da Teoria de Sistemas (de N. Luhmann) e da Pragmática, na linha de J. Habermas e de K. O. Apel. Neste contexto, sobressaem os seguintes temas: razão comunicativa; filosofia pós-metafísica que trabalha em conexão com as ciências humanas e sociais; busca cooperativa da verdade; interdisciplinaridade; estética crítica; filosofia do direito; mundo da vida e sistema, ética do discurso; justiça; ética e sociedade; perspectivas da democracia nas atuais sociedades pluralistas.

Frederic Vandenberghe

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Possui graduação em Ciências Sociais e Políticas – Rijksuniversiteit Gent (1988), mestrado em Sociologia – Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris (1989) e doutorado em Sociologia – Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris (1994). Ensinou em varias Universidades estrangeiras (UCLA, Manchester University, European University Institute, Brunel University London, Yale University e Université Catholique de Louvain-la-Neuve) e brasileiras (UNB, UFPE, UFRJ, IUPERJ). Atualmente é professor e pesquisador do Instituto de Estudos Sociais e Politicos (IESP, o succesor do IUPERJ) na UERJ. Membro do Conselho Editorial de Dados, Revue du Mauss, Sociological Theory e European Journal of Social Theory. Trabalha com Teoria Social, Teoria Sociologica e Filosofia das Ciências Sociais. Atuando principalmente nos seguintes temas: Realismo critico, Hermenêutica e Fenomenologia; Globalização, alienação e teoria da açaõ. Site pessoal http://frederic.iesp.uerj.br/

Gilvan Luiz Hansen

Possui Graduação em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo (1985), Graduação em Direito pelo Centro Universitário Plínio Leite (2010), Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997) e Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é professor do Departamento de Direito Privado da Universidade Federal Fluminense, docente da Graduação em Direito, do Mestrado em Justiça Administrativa, do Mestrado e Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais. Tem experiência e publicações na área de Filosofia e em Direito, com ênfase em Ética, História do Direito, Filosofia do Direito, Teoria do Direito, Filosofia da Educação e Filosofia Política. Pesquisador de temas atinentes ao Idealismo Alemão (Kant e Hegel), ao Marxismo, à Escola de Frankfurt e às discussões contemporâneas sobre Ética, Justiça, Cidadania, Direito e Democracia (Habermas, Rawls, Giddens).

Jorge Adriano Lubenow

Fez Licenciatura Plena em Filosofia pela UNIJUÍ (1999), Mestrado em Filosofia pela UFPB (2002: A despolitização da esfera pública em Jürgen Habermas), Doutorado em Filosofia pela UNICAMP (2007: A categoria de esfera pública em Jürgen Habermas: para uma reconstrução da autocrítica), Estágio Doutoral na Universität Flensburg, Alemanha (09/2005-06/2006). Realizou pesquisa de Pós-doutorado CNPq/FAFEPI junto ao Mestrado em Ética e Epistemologia da UFPI (2007-2010: Teorias da Democracia: a virada deliberativa na filosofia política contemporânea para além do liberalismo e comunitarismo). Foi Pesquisador do Núcleo Direito e Democracia do CEBRAP (2003-2007) e Pesquisador CNPq/FAPEPI (10/2007-07/2010). Foi bolsista de mestrado e doutorado (CAPES) e pós-doutorado (CNPq). Atualmente é: Professor Adjunto I de Filosofia do DFE da UFPB, Professor Permanente do Mestrado em Filosofia da UFPB, Pesquisador Associado do Mestrado em Ética e Epistemologia da UFPI, Pesquisador do HERMES-Grupo de pesquisa em fenomenologia, linguagem, hermenêutica, história dos conceitos e teoria crítica; da UFPB e Co-editor da PROBLEMATA-Revista Internacional de Filosofia; da UFPB (ISSN print 1516-9219; online 2236-8612) . Atua nas áreas de Filosofia Contemporânea, com ênfase nos seguintes temas: Teorias Críticas pós-Escola de Frankfurt, Jürgen Habermas, Axel Honneth, esfera pública, teorias da democracia, política deliberativa, mass-media, comunicação politica, despolitização, emancipação.

Jorge Atilio Silva Iulianelli 

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1990), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998) e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Atualmente é professor assistente da Universidade Gama Filho, na qual integra o Programa de Pós Graduação em Filosofia. Tem experiência na área de Ética, Filosofia Política, Teorias Críticas e Filosofia da Educação. Colabora com a organização ecumênica KOINONIA – Presença Ecumênica e Serviço, onde desenvolve ações educativas com comunidades religiosas e movimentos sociais na promoção dos direitos humanos; também atua com relações internacionais em especial relacionadas à ajuda humanitária.

José Marcos Miné Vanzella

Possui graduação em Flosofia pela Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena (1986), graduação em Geografia pela Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena (1989), mestrado em Filosofia pela Universidade Gama Filho (1998) e doutorado em Filosofia pela Universidade Gama Filho (2005). Atualmente é professor efetivo do Centro Universitário Salesiano de São Paulo e efetivo da Faculdade Dehoniana. Atua no Programa de mestrado em direito do UNISAL, na linha de pesquisa "Direitos sociais, econômicos e culturais;, e respectivo grupo de estudos;Discriminação e proteção jurídica das minorias;, com ênfase no projeto "Direitos fundamentais e inclusão social pluralista;. É membro do núcleo de sustentação do GT Ética e Cidadania da ANPOF. Participa do grupo de pesquisa de Habermas cnpq. Possui experiência na área de Filosofia Moderna e Contemporânea, e Ética, atuando principalmente nos seguintes temas: fundamentação do direto, democracia, direitos fundamentais, cooperação social, ecologia e ética.

Jovino Pizzi 

Licenciado e Bacharel em Filosofia (1983) e em Comunicação Social – Jornalismo (1992); mestre em Filosofia (PUCRGS, 1992) e doutor em Ética y Democracia pela UJI (Espanha, 2002), onde foi pesquisador visitante por duas vezes (2005-2006 e 2007). Atualmente é professor da Universidade Federal de Pelotas, PPG em Filosofia e em Educação (mestrao e doutorado). Sua pesquisa centra-se especialmente na área de Filosofia Contemporânea, com ênfase na área da Ética, ética do discurso e em éticas aplicadas, com publicações na área (no Brasil, Europa e na América Latina). Autor de livros como: Ética do discurso. A racionalidade ético-comunicativa (1994); El mundo de la vida. Husserl y Habermas (Chile, 2005); O conteúdo moral do agir comunicativo (2005); Desafios éticos e políticos da cidadania (2006) – em conjunto com Cecília Pires; O mundo da vida. Husserl e a crítica de Habermas (2006); Ética e éticas aplicadas. A reconfiguração do âmbito moral (2006); Organizador do livro Diálogo Crítico Educativo. Um debate filosófico (2008); Diálogo crítico-educativo II: o sujeito educativo (2009) e Pensamento Crítico III. Utilitarismo e Responsabilidade (2011). A segunda edição do livro Ética e responsabilidade social saiu em 2009. Traduziu diversos artigos e os livros: Ética empresarial. Do diálogo à confiança (2008); Ética Intercultural (Re) Leituras do pensamento latino-americano (2010).

Lucia Maria Marcellino de Santa Cruz

É graduada em Comunicação, habilitação Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006) e Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010). Professora da ESPM/RJ. Também leciona no MBE Responsabilidade Social e Terceiro Setor e no MBE em Economia e Gestão da Sustentabilidade, ambos do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. De 2006 a 2008 trabalhou como professora substituta na graduação da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ), ministrando disciplinas nas habilitações de Jornalismo e Publicidade. Suas pesquisas lidam com temas como mídia, jornalismo, comunicação, cultura, consumo, responsabilidade social, pobreza, comunicação institucional, comunicação para responsabilidade socioambiental e comunicação para sustentabilidade. Atua ainda na área de Comunicação Organizacional e Marketing Institucional.

Luiz Bernardo Leite Araujo

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C. Luiz Bernardo Leite Araujo concluiu o Doutorado em Filosofia na Université Catholique de Louvain (Bélgica) em 1991 e realizou estágios de Pós-Doutorado na mesma instituição (1998) e na State University of New York (2001-2002). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Atua na área de Filosofia, com ênfase em Ética e Filosofia Política.

Luiz Paulo Rouanet

Luiz Paulo Rouanet concluiu o doutorado em filosofia pela Universidade de Sao Paulo em 2000. Publicou 25 artigos em periodicos especializados e 3 trabalhos em anais de eventos. Possui 8 capitulos de livros e 3 livros publicados. Participou de 3 eventos no exterior e 20 no brasil. Orientou 17 dissertacoes de mestrado na area de filosofia. Atua na area de filosofia, com enfase em historia da filosofia e filosofia política em suas atividades profissionais interagiu com 5 colaboradores em co-autorias de trabalhos cientificos. Em seu curriculo lattes os termos mais frequentes na contextualizacao da producao cientifica, tecnologica e artistico-cultural sao: filosofia politica, etica, justica, filosofia contemporanea, paz, direito, relacoes internacionais, historia da filosofia, renda basica e tolerancia. Professor adjunto da UFSJ.

Luiz Sérgio Repa

Possui graduação (1995), mestrado (2000) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004). Fez estudo complementar na Goethe-Universität de Frankfurt am Main. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Paraná e pesquisador do Núcleo Direito e Democracia do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes autores e temas: Jürgen Habermas, Axel Honneth, teoria crítica, filosofia contemporânea e filosofia alemã.

Marco Antônio de Almeida

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP), possuindo título de mestre em Sociologia pela mesma instituição. Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), na área de Cultura e Política. Atualmente, é professor-doutor da Universidade de São Paulo, no curso de Ciências da Informação e Documentação da FFCLRP-USP. Também é professor e orientador no programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da ECA-USP. Coordenador do GT Mediação, Circulação e Apropriação da Informação; do ENANCIB (2011-2012). Pesquisa e trabalha principalmente nas seguintes áreas: teoria social da comunicação e da informação; mediação e ação cultural; sociologia da cultura, sociabilidade e novas tecnologias; políticas culturais e da informação.

Marina Isabel Velasco

Possui graduação em Filosofia – Universidad de Buenos Aires (1990), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro com estagio na Universidade de Frankfurt (2000). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Filosofia do Direito e Filosofia Política, atuando principalmente nos seguintes temas e autores: racionalidade prática, argumentação moral e argumentação jurídica, J. Habermas e R. Alexy.

Marta Helena Dornelles Tejera

É doutora em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2012) e mestre em Comunicação Social pela mesma universidade (2006). Atualmente é gerente adjunta do setor de Comunicação Social da Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural (Emater RS Ascar) e sócia da Oficina Literária Charles Kiefer e Editora Ltda, empresa especializada em cursos, oficinas, seminários e eventos relacionados à Literatura. Tem experiência na área de Comunicação Social, com ênfase em reportagem para jornal, produção e locução para rádio e TV, assessoria de imprensa, redação e edição. Editora da revista Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. Na área acadêmica dedica-se à pesquisa relacionada às Tecnologias da Informação e Comunicação e suas influências em âmbito social.

Nadja Mara Amilibia Hermann

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C. Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (1973), mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1982) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995), com doutorado sanduíche na Universidade de Heidelberg. Foi professora titular de Filosofia da Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul de 1997 a 2005. Coordenou o Comitê de Educação e Psicologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul no período de 2002 a 2006. Realizou estágios de pesquisa na Universität Heidelberg/Erziehungswissenschatliches Seminar nos anos de 1998, 1999 e 2005. Atualmente é professora adjunta da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia da educacao, racionalidade, hermenâutica, Habermas, Gadamer, ética, ética e estética.

Programação

22/05/2012 – terça

9:00 – 10:30 Abertura 

Mesa 1
Reflexões sobre o conceito de liberdade comunicativa
Flavio Beno Siebeneichler

Transparência e publicidade: a esfera pública segundo Jürgen Habermas
Luiz Sergio Repa

Coordenador: Alcino Eduardo Bonella

10:30 – 11:00 Coffee Break

11:00 – 12:30

Mesa 2
Prescritivismo e Relativismo
Alcino Eduardo Bonella

Adeus à teoria discursiva?
Alessandro Pinzani

Habermas em tempos de crise: Crise da união europeia ou crise de Habermas?
Frederic Vandenberghe

Coordenador: Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

12:30 – 14:00 Almoço

14:00 – 15:30

Comunicações 1
A questão negra na esfera pública brasileira: questões de integração, reconhecimento e redistribuição
Alicianne Gonçalves de Oliveira

A opinião entorpecida: breve análise sobre a esfera pública viciada e a falta de razão no debate sobre drogas no Brasil.
Athos Luiz dos Santos Vieira

Opinião pública, publicidade e consumo: uma leitura a partir de Habermas
Cândido Francisco Duarte dos Santos e Silva
Gilvan Luiz Hansen
Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro 

Habermas e a verdade na esfera pública
Frederico Oléa 

A reinvenção da esfera pública na sociedade em rede
Marcio Gonçalves
Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

Coordenador: Anderson de Alencar Menezes

15:30 – 16:00 Coffee break

16:00 – 17:30

Comunicações 2
Repercussões do conceito de esfera pública habermasiano no projeto profissional do Serviço Social
Alessandra Genú Pacheco

Regime de informação e esfera pública: o debate da política de defesa
Angélica Ceron
Clóvis Montenegro de Lima

As implicações burguesas da esfera pública em Habermas
Gilvan Luiz Hansen
Gilvan Luiz Hansen Júnior
Ozéas Corrêa Lopes Filho

Hobbes e Rousseau: ressonâncias modernas na esfera pública habermasiana
Hélio Alexandre da Silva

Coordenador: Charles Feldhaus

23/05/2012 – quarta

9:00 – 10:30

Mesa 3
Esfera pública e meios de comunicação em Jürgen Habermas
Jorge Adriano Lubenow 

Habermas e as apropriações culturais das TICs: rumo a ciberesferas públicas?
Marco Antônio de Almeida 

A constituição de uma esfera pública virtual e a contribuição do campo da comunicação
Marta H. D. Tejera

Coordenador: Sarita Albagli

10:30 – 11:00 Coffee Break

11:00 – 12:30

Mesa 4
Espaço público e Direitos humanos
Antonio Cavalcanti Maia

Teria Habermas recorrido a uma suposição dworkiana equivocada em Der Zukunft der menschlichen Natur?
Charles Feldhaus

Desacordos sobre o significado dos direitos constitucionais
Marina Velasco 

Coordenador: Alessandro Pinzani

12:30 – 14:00 Almoço

14:00 – 15:30

Comunicações 3
Ampliação de direitos políticos de sufrágio universal e voto direto no Brasil
André F. Ferraz 

Complementação Funcional dos Déficits da Moral Racional pelo Direito Positivo
André Luiz Souza Coelho

A legitimidade democrática na sociedade mundial sem governo mundial
Davi José de Souza da Silva

A interpretação habermasiana das crises internacionais e sua relação com a esfera pública e a opinião pública
Gilvan Luiz Hansen
Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro
Ozéas Corrêa Lopes Filho
José Ricardo Ventura 

Sistema de ouvidorias judiciais: esfera pública e defesa da cidadania.
José Antonio Callegari

Coordenador: José Marcos Miné Vanzella

15:30 – 16:00 Coffee break

16:00 – 17:30

Comunicações 4
Cognitivismo e expressivismo na Teoria da Ação comunicativa
Arthur Grupillo 

O Pré-Moderno habermasiano como espelho da Modernidade.
Fernanda Borges da Costa 

Habermas e a reconstrução do materialismo histórico: da práxis instrumental para a práxis comunicativa
Laiz Fraga Dantas

Habermas: determinismo e liberdade no debate sobre a bioética
Luis Marcos Ferreira

Teoria discursiva da verdade e demandas de validade da informação imagética em uma comunidade de pesquisa
Márcia Feijão de Figueiredo

Coordenador: Marta H. D. Tejera

24/05/2012 – quinta

9:00 – 10:30

Mesa 5
Habermas, esfera pública, aprendizado, evolucionismo
André Jacques Louis Adrien Berten

A política como atividade inteligente: considerações sobre a possibilidade de um novo conceito de espaço público
Edmilson Alves de Azevêdo

Mudança estrutural da esfera pública: cinqüenta anos de um texto atual e multifacetado
Gilvan Luiz Hansen
José Eliezer Teixeira Pereira
Rosely Dias da Silva
Solange Machado Blanco
Tânia Marcia Kale

Coordenador: Luiz Paulo Rouanet

10:30 – 11:00 Coffee Break

11:00 – 12:30

Mesa 6
As condições para a contribuição da razão de cidadãos religiosos à esfera pública crítica
José Marcos Miné Vanzella 

A esfera pública frente ao processo de laicização do âmbito moral
Jovino Pizzi 

A ordem moral moderna e a política do secularismo
Luiz Bernardo Leite Araujo 

Coordenador: Nadja Hermann

12:30 – 14:00 Almoço

14:00 – 15:30

Mesa 7
Interações mediadas pela linguagem, organizações e sociedade: entre o mundo da vida e os sistemas
Clóvis Montenegro de Lima 

Faíscas da fricção público/privado
Lucia Santa Cruz

Entre o público e o privado – Para uma rediscussão de “Mudança estrutural da esfera pública”
Luiz Paulo Rouanet
Wilson Levy

Coordenador: Marco Antônio de Almeida

15:30 – 16:00 Coffee break

16:00 – 17:30

Mesa 8
Esfera pública, cidadania multicultural e formação crítica em Jurgen Habermas
Anderson de Alencar Menezes

Uma questão interculturalista na ótica habermasiana: o mundo como esfera pública
Jorge Atilio Silva Iulianelli

Educação e a questão multicultural
Nadja Hermann

Coordenador: Lucia Santa Cruz

Clique aqui para baixar a programação detalhada

Submissão

O tema central deste Colóquio é “Esfera pública, 50 anos depois”, comemorando os 50 anos da publicação de “Mudança Estrutural de Esfera Pública”.

Pesquisadores e estudantes de Pós-Graduação estrito senso poderão submeter artigos para serem apresentados nas sessões dos Colóquios.

Exclusivamente pelo e-mail oficial do Evento: coloquioshabermas@ibict.br

Prazo: 01/03/2012  até 22/04/2012

ATENÇÃO: PRAZO DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS PRORROGADO ATÉ O DIA 04/05!

Da forma de apresentação dos trabalhos:

Os trabalhos devem ser enviados em arquivo tipo Word 97-2003, em forma de texto completo. A folha de rosto deve conter: Título do trabalho; Nome(s) do autor e co-autores; Filiação institucional de cada autor; Titulação de cada autor; E-mail de cada autor. O trabalho deve ter o formato A4, com 15 a 20 laudas, incluindo folha de rosto e referências. As margens: superior = 3,0cm; inferior = 2,0cm; esquerda = 3,0cm; direita = 2,0cm. O espaçamento entre linhas: 1,5 entre linhas, sem espaçamento entre parágrafos e com recuo de 1,25cm no início de cada parágrafo. A fonte deve ser: Times New Roman tamanho 12. As notas explicativas devem vir na página onde são inseridas (comando: nota de rodapé – fim de página). A estrutura do texto, numeração seqüencial dos itens, citações e referências devem seguir as normas da ABNT para trabalhos científicos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s