Colóquio Habermas 2013

Clique aqui para baixar os anais do IX Colóquio Habermas

Introdução

A realização dos Colóquios Habermas tem funcionado como oportunidade privilegiada de interação e discussão entre pesquisadores e estudantes focados ou interessados na obra do filósofo e sociólogo alemão Jürgen Habermas. A recepção da obra de Habermas no Brasil é marcada por forte interdisciplinaridade: filósofos, sociólogos, cientistas políticos, educadores, operadores do direito, cientistas da informação, comunicólogos, administradores. Esse evento, portanto, reflete esta pluralidade.

A forma de colóquio permite que os participantes do encontro não apenas compartilhem seus trabalhos acadêmicos, mas também que discutam aspectos controversos da extensa obra do autor da Teoria do Agir Comunicativo. Os Colóquios Habermas são uma iniciativa de pesquisadores dos Departamentos de Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina e da Universidade Estadual de Londrina. Destacamos, nesse sentido, a participação neste processo dos professores Delamar José Volpato Dutra e Alessandro Pinzani.

Em 2013, o IBICT e o Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFSC estão organizando o IX Colóquio Habermas, em parceria com a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação – ANCIB.  Este Colóquio será realizado em junho de 2013, entre os dias 02 e 04 de junho, na cidade do Rio de Janeiro, no bairro de Botafogo, nas dependências do IBICT.

Artigos

  • A arbitragem como um mecanismo de reconstrução de sistemas jurídicos e viabilizador da paz mundial
    Eduardo Helfer Farias, Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro, Gilvan Luiz Hansen, André Hael Castro
  • Acordo intersubjetivo da ética do discurso em Habermas
    Flavio Telles Melo
  • A reconstrução também se aplica ao cosmopolitismo de Jürgen Habermas?
    Davi José da Silva
  • A teoria do agir comunicativo no desenvolvimento do trabalho pedagógico dos professores e o ensino da democracia nas salas de aulas – diálogos entre Habermas, Imbérnon e Perrenoud
    Miriam Azevedo Hernandez Perez
  • A transmutação da moral: releitura discursiva do legado nietzschiano
    Maribel da Rosa Andrade, Jovino Pizzi
  • Comissão da verdade: os documentos e a verdade
    Dayo de Araújo Silva Côrbo, Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
  • Democracia e Justiça sob Parâmetros Comunicativos
    Jose Ricardo Ventura Correa
  • Diagnóstico de época habermasiano na obra ‘Direito e Democracia’
    Alessandra Genú Pacheco
  • Discutindo a nova política nacional de defesa do consumidor sob o prisma habermasiano
    Antonio José Marconi da Silva, Cândido Francisco Duarte, Sérgio Gustavo de Mattos Pauseiro, Marcelo Laranjeira, Tânia Kale Lopes
  • Discutindo os limites entre o suprapositivismo e a discricionariedade judicial
    Sergio Gustavo Pauseiro, Cladio Brandão de Oliveira
  • Efeitos de direito e democracia sobre a ética discursiva de Habermas
    Delamar José Volpato Dutra
  • El archivo como productor. Relatos de reconstrucción em retrospectivas y documentales sobre experiencias artístico-literarias del período 1960-1980 em Argentina
    Irina Garbatzky
  • Esferas públicas, democracia e tecnologia: Novas perspectivas na contemporaneidade e a constribuição habermasiana
    Miriam Azevedo Hernandez Perez
  • Habermas e o expressivismo de normas de Allan Gibbard
    Charles Feldhaus
  • Habermas e os sentimentos morais
    Andre Berten
  • Levando a democracia participativa a sério: reflexões filosóficas sobre a participação pública na elaboração de planos diretores no Brasil
    Wilson Levy Braga da Silva Neto, Luiz Paulo Rouanet
  • Metafísica pós-convencional e o imperialismo da vida cotidiana
    Jovino Pizzi
  • Objeção ética e rejeição moral: tolerância como respeito em Forst e Habermas
    Luiz Bernardo Leite Araújo
  • O diagnóstico habermasiano da modernidade a partir da tragédia de “Hamlet”
    Fernanda Borges da Costa
  • O experimento de Benjamin Libet e o resgate da intencionalidade
    Claudia Castro de Andrade
  • Opinião pública e internet: uma discussão acerca do conceito de esfera pública habermasiana nos ambientes digitais
    Juliana Depiné
  • O Problema do diálogo entre secularismo e religião na política deliberativa de Jürgen Habermas
    Juliano Cordeiro da Costa Oliveira
  • Ouvidoria: gestão pública dialógica
    Jose Antonio Callegari
  • Política y religión en Habermas. Análisis crítico de una problemática relación desde el concepto habermasiano de Democracia deliberativa
    Santiago Prono
  • Pretensões de verdade e correção na jurisdição: argumentação cética e a crítica via noção de contradição performativa
    Frederico Olea
  • Programa de proteção e facilitação à convivência harmônica e suas interfaces com o discurso de Habermas
    Esther Benayon, Giselle Picorelli
  • Reconhecimento. Emancipação e justiça: o lugar da informação nos movimentos sociais identitários
    Mariana Barros Meirelles, Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
  • Religião e esfera pública: Habermas e o problema da relação da religião com a política
    Sergio Murilo Rodrigues
  • Religião e Esfera Pública na era pós-ditatorial ou porque Habermas é relevante para a radicalização da democracia
    Jorge Atilio Silva Iulianelli
  • Religião e sociedade pós-secular: O papel da religião na obra recente de Jürgen Habermas
    Maurício Fernandes-Perovano
  • Sobre o conceito de esfera pública: com Fraser e contra Habermas?
    Dilnéia Tavares
  • Tensão entre Facticidade e Validade no Processo Judicial
    André Luiz Souza Coelho
  • Teoria do agir comunicativo de Jürgen Habermas como proposta pedagógica para o ensino de Língua Portuguesa
    Marineide Cavalcanti Arruda

Galeria

SAM_0431SAM_0432SAM_0433SAM_0434SAM_0435SAM_0436SAM_0437SAM_0438SAM_0439SAM_0440SAM_0441SAM_0442SAM_0443SAM_0444SAM_0445SAM_0446SAM_0447SAM_0448SAM_0449SAM_0450SAM_0451SAM_0452463864_10151675253601350_464716961_o703548_10151675246996350_100482695_o703615_10151675252671350_1273238651_o963865_10151675254806350_1490692694_o964639_10151675250066350_2098321879_o965398_10151675248391350_642440618_o

Hospedagem

  • Sugestão de hospedagem: Augusto’s Paysandú Hotel

R$203,00 + 5% – Standard SGL
R$225,00 + 5% – Standard Duplo
R$300,00 + 5% – Suite B Triplo

Contato: (21) 2558-7270 ou (21) 2225-5946

Clique também aqui e faça uma busca específica para suas necessidades

Inscrições

As inscrições para o IX Colóquio Habermas serão feitas no local. Não serão cobradas taxas. Serão fornecidos certificados aos participantes.

Local

  • Dias 05/06/2013 e 06/06/2013
    CBPF – Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas
    Auditório Ministro João Alberto – Rua Lauro Muller, 455 (Térreo)
    Botafogo
    Rio de Janeiro – RJ
    Clique aqui e veja como chegar ao local

Organização

SECRETARIA EXECUTIVA

Selma Santiago

COMISSÃO ORGANIZADORA

Alessandro Pinzani
Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
Delamar José Volpato Dutra
Flávio Beno Siebeneichler
Isa Freire
Maria Nélida Gonzalez de Gomes

Alessandro Pinzani

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Possui mestrado em Filosofia – Università degli Studi – Firenze (1992) e doutorado em filosofia – Universität Tübingen (1997). Fez pós-doutorado na Columbia University de New York (2001-2002). Obteve a Habilitation (Livre-Docência) e a Venia Legendi em filosofia na Universität Tübingen (2004). Desde fevereiro de 2010 está efetuando Estágio Sênior de um ano na Humboldt-Universität de Berlim com bolsa Capes. Desde 2004 é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, coordenador do GT “Teorias da Justiça” da ANPOF, coordenador do Centro de Investigações Kantianas (Florianópolis), coordenador do NEFIPO (Núcleo de Ética e Filosofia Política) do CFH da UFSC, membro da Forschungsstelle für politische Philosophie da universidade de Tübingen e pesquisador II do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Política, atuando principalmente nos seguintes temas: democracia, Maquiavel, Kant, Habermas, teorias da justiça e republicanismo.

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

Graduado em Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (1986). Mestre (1992) e Doutor (2005) em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre (1993) e Doutor (2000) em Administração na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Professor adjunto 2 da Universidade Federal de Santa Catarina (2006 a 2009). Atualmente é pesquisador adjunto do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Tem experiência nas áreas de Ciência da Informação e Administração. Tem abordado os seguintes temas nas suas pesquisas: usos sociais da linguagem, teoria do agir comunicativo, trabalho imaterial e produção colaborativa, administração de organizações complexas e informação em saúde.

Delamar José Volpato Dutra

Graduado em Filosofia pela UCS, bacharel em Direito pela UFSC, doutor em Filosofia pela UFRGS, com estágio de doutorado na Université Catholique de Louvain, Bélgica. Fez pós-doutorado na Columbia University (New York), tendo como tema Dworkins Rationality of Adjudication and Habermas Critical Appraisal. Fez também pós-doutorado na Aberystwyth University (País de Gales, Reino Unido), tendo como tema Habermas` Critique of Kant and Hobbes. É professor da Universidade Federal de Santa Catarina na graduação e no programa de pós-graduação em Filosofia, do qual foi coordenador nos anos de 2008 e 2009. Foi membro da comissão de avaliação da CAPES para a área de Filosofia nos anos de 2009 e 2010. É pesquisador do CNPq desde 1999. O projeto ora em curso versa sobre A teoria discursiva do direito de Habermas e o positivismo jurídico. Pesquisa sobre a fundamentação e a aplicação do direito, bem como sobre a relação entre moral e direito nas filosofias de Hobbes, Kant, Schmitt, Habermas, Hart e Dworkin. Publicou os livros Razão e consenso em Habermas, A reformulação discursiva da moral kantiana e Manual de Filosofia do Direito.

Flávio Beno Siebeneichler

Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutorado em Teologia e Ciência da religião pela Universidade de Regensburg. Foi professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor titular da Universidade Gama Filho. Tem experiência na área da ética e da filosofia contemporânea, especialmente no campo da Teoria Crítica (T. W. Adorno e M. Horkheimer), da Fenomenologia (E. Husserl e P. Ricoeur), da Hermenêutica (H. G. Gadamer), da Teoria de Sistemas (de N. Luhmann) e da Pragmática, na linha de J. Habermas e de K. O. Apel. Neste contexto, sobressaem os seguintes temas: razão comunicativa; filosofia pós-metafísica que trabalha em conexão com as ciências humanas e sociais; busca cooperativa da verdade; interdisciplinaridade; estética crítica; filosofia do direito; mundo da vida e sistema, ética do discurso; justiça; ética e sociedade; perspectivas da democracia nas atuais sociedades pluralistas.

Isa Maria Freire

Iniciou sua carreira acadêmica em 1995, no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio IBICT – UFRJ. Atualmente é professora no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação e no Mestrado Profissional Gestão em Organizações Aprendentes da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). Coordena a rede de projetos do Laboratório de Tecnologias Intelectuais (apoio CNPq/Universal) e o Projeto Rede de cooperação e aprendizagem na Ciência da Informação (apoio Capes/ProcadNF). É Presidente da Associação Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ANCIB) para o biênio 2010/2012. Editora da revista Informação& Sociedade: Estudos e editora chefe da revista Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia e do blog De olho na CI. Líder do Grupo de Pesquisa Informação e Inclusão Social, certificado pela UFPB. Facilitadora titular de Biodanza pela International Biocentric Foundation e membro do corpo docente da Escola de Biodanza Rolando Toro de Brasília, DF. Na pós-graduação trabalha especialmente os seguintes temas: Comunicação da informação; Competências em informação; Políticas de informação; Inclusão social; Responsabilidade social.

Maria Nélida Gonzalez de Gómez

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A. Graduação em Filosofia – Universidad Nacional de Rosário -Ex Universidad del Litoral (1968), mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982) e doutorado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992). Atualmente é pesquisadora titular do Instituto Brasileiro de Informação Científico Tecnológica. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfases nos estudos socio-epistemologicos da informação, principalmente no contexto das ciencias humanas e sociais; nas pesquisas, tem abordado os seguintes temas: estudos epistemologicos da informação, comunicação/transferência da informação, inter e transdisciplinaridade, regime de informação, politica de informação, representação do conhecimento.

Pesquisadores

Alessandro Pinzani

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Possui mestrado em Filosofia – Università degli Studi – Firenze (1992) e doutorado em filosofia – Universität Tübingen (1997). Fez pós-doutorado na Columbia University de New York (2001-2002). Obteve a Habilitation (Livre-Docência) e a Venia Legendi em filosofia na Universität Tübingen (2004). Desde fevereiro de 2010 está efetuando Estágio Sênior de um ano na Humboldt-Universität de Berlim com bolsa Capes. Desde 2004 é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, coordenador do GT “Teorias da Justiça” da ANPOF, coordenador do Centro de Investigações Kantianas (Florianópolis), coordenador do NEFIPO (Núcleo de Ética e Filosofia Política) do CFH da UFSC, membro da Forschungsstelle für politische Philosophie da universidade de Tübingen e pesquisador II do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Política, atuando principalmente nos seguintes temas: democracia, Maquiavel, Kant, Habermas, teorias da justiça e republicanismo.

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

Graduado em Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (1986). Mestre (1992) e Doutor (2005) em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre (1993) e Doutor (2000) em Administração na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Professor adjunto 2 da Universidade Federal de Santa Catarina (2006 a 2009). Atualmente é pesquisador adjunto do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Tem experiência nas áreas de Ciência da Informação e Administração. Tem abordado os seguintes temas nas suas pesquisas: usos sociais da linguagem, teoria do agir comunicativo, trabalho imaterial e produção colaborativa, administração de organizações complexas e informação em saúde.

Delamar José Volpato Dutra

Graduado em Filosofia pela UCS, bacharel em Direito pela UFSC, doutor em Filosofia pela UFRGS, com estágio de doutorado na Université Catholique de Louvain, Bélgica. Fez pós-doutorado na Columbia University (New York), tendo como tema Dworkins Rationality of Adjudication and Habermas Critical Appraisal. Fez também pós-doutorado na Aberystwyth University (País de Gales, Reino Unido), tendo como tema Habermas` Critique of Kant and Hobbes. É professor da Universidade Federal de Santa Catarina na graduação e no programa de pós-graduação em Filosofia, do qual foi coordenador nos anos de 2008 e 2009. Foi membro da comissão de avaliação da CAPES para a área de Filosofia nos anos de 2009 e 2010. É pesquisador do CNPq desde 1999. O projeto ora em curso versa sobre A teoria discursiva do direito de Habermas e o positivismo jurídico. Pesquisa sobre a fundamentação e a aplicação do direito, bem como sobre a relação entre moral e direito nas filosofias de Hobbes, Kant, Schmitt, Habermas, Hart e Dworkin. Publicou os livros Razão e consenso em Habermas, A reformulação discursiva da moral kantiana e Manual de Filosofia do Direito.

Flávio Beno Siebeneichler

Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutorado em Teologia e Ciência da religião pela Universidade de Regensburg. Foi professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor titular da Universidade Gama Filho. Tem experiência na área da ética e da filosofia contemporânea, especialmente no campo da Teoria Crítica (T. W. Adorno e M. Horkheimer), da Fenomenologia (E. Husserl e P. Ricoeur), da Hermenêutica (H. G. Gadamer), da Teoria de Sistemas (de N. Luhmann) e da Pragmática, na linha de J. Habermas e de K. O. Apel. Neste contexto, sobressaem os seguintes temas: razão comunicativa; filosofia pós-metafísica que trabalha em conexão com as ciências humanas e sociais; busca cooperativa da verdade; interdisciplinaridade; estética crítica; filosofia do direito; mundo da vida e sistema, ética do discurso; justiça; ética e sociedade; perspectivas da democracia nas atuais sociedades pluralistas.

Isa Maria Freire

Iniciou sua carreira acadêmica em 1995, no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio IBICT – UFRJ. Atualmente é professora no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação e no Mestrado Profissional Gestão em Organizações Aprendentes da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). Coordena a rede de projetos do Laboratório de Tecnologias Intelectuais (apoio CNPq/Universal) e o Projeto Rede de cooperação e aprendizagem na Ciência da Informação (apoio Capes/ProcadNF). É Presidente da Associação Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ANCIB) para o biênio 2010/2012. Editora da revista Informação& Sociedade: Estudos e editora chefe da revista Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia e do blog De olho na CI. Líder do Grupo de Pesquisa Informação e Inclusão Social, certificado pela UFPB. Facilitadora titular de Biodanza pela International Biocentric Foundation e membro do corpo docente da Escola de Biodanza Rolando Toro de Brasília, DF. Na pós-graduação trabalha especialmente os seguintes temas: Comunicação da informação; Competências em informação; Políticas de informação; Inclusão social; Responsabilidade social.

Maria Nélida Gonzalez de Gómez

Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A. Graduação em Filosofia – Universidad Nacional de Rosário -Ex Universidad del Litoral (1968), mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982) e doutorado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992). Atualmente é pesquisadora titular do Instituto Brasileiro de Informação Científico Tecnológica. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfases nos estudos socio-epistemologicos da informação, principalmente no contexto das ciencias humanas e sociais; nas pesquisas, tem abordado os seguintes temas: estudos epistemologicos da informação, comunicação/transferência da informação, inter e transdisciplinaridade, regime de informação, politica de informação, representação do conhecimento.

Programação

DIA 04 DE JUNHO DE 2013

09:00 – 10:30 – Abertura
Conferência
Dos veces postmetafísica es igual a metafísica. Sobre el segundo ’Pensamiento postmetafísico’ de Jürgen Habermas
Fernando Suarez Muller
Coordenador: Frederic Vandenberghe

10:30 – 11:00 – Coffee Break

11:00 – 12:30 – Mesa 1
Política y religión en Habermas. Análisis crítico de una problemática relación desde el concepto habermasiano de Democracia deliberativa
Santiago Prono
Efeitos de direito e democracia sobre a ética discursiva de Habermas
Delamar José Volpato Dutra
Coordenador: Maria Nélida González de Gomez

12:30 – 14:00 –
 Almoço

14:00 – 15:30 – Mesa 2
A reconstrução também se aplica ao cosmopolitismo de Jürgen Habermas?
Davi José da Silva
O Problema do diálogo entre secularismo e religião na política deliberativa de Jürgen Habermas

Juliano Cordeiro da Costa Oliveira
Religião e esfera pública: Habermas e o problema da relação da religião com a política
Sergio Murilo Rodrigues
Coordenador: Jovino Pizzi

15:30 – 16:00 – Coffee Break

16:00 – 17:30 – Mesa 3
Religião e sociedade pós-secular: O papel da religião na obra recente de Jürgen Habermas
Maurício Fernandes-Perovano
Programa de proteção e facilitação à convivência harmônica e suas interfaces com o discurso de Habermas
Esther Benayon, Giselle Picorel
Democracia e Justiça sob Parâmetros Comunicativos
Jose Ricardo Ventura Correa
Ouvidoria: gestão pública dialógica
Jose Antonio Callegari
Coordenador: Charles Feldhaus

DIA 05 DE JUNHO DE 2013

09:00 – 10:30 – Mesa 4
Sobre o conceito de esfera pública: com Fraser e contra Habermas?
Dilnéia Tavares
Opinião pública e internet: uma discussão acerca do conceito de esfera pública habermasiana nos ambientes digitais
Juliana Depiné
Esferas públicas, democracia e tecnologia: Novas perspectivas na contemporaneidade e a constribuição habermasiana
Miriam Azevedo Hernandez Perez

10:30 – 11:00 – Coffee Break

11:00 – 12:30 – Mesa 5
Metafísica pós-convencional e o imperialismo da vida cotidiana
Jovino Pizzi
Habermas e os sentimentos morais
Andre Berten
Coordenador: Gustavo Saldanha

12:30 – 14:00 – Almoço

14:00 – 15:30 – Mesa 6
El archivo como productor. Relatos de reconstrucción em retrospectivas y documentales sobre experiencias artístico-literarias del período 1960-1980 em Argentina
Irina Garbatzky
O diagnóstico habermasiano da modernidade a partir da tragédia de “Hamlet”
Fernanda Borges da Costa
A transmutação da moral: releitura discursiva do legado nietzschiano
Maribel da Rosa Andrade, Jovino Pizzi

15:30 – 16:00 – Coffee Break

16:00 – 17:30 – Mesa 7
Reconhecimento, Emancipação e justiça: o lugar da informação nos movimentos sociais identitários
Mariana Barros Meirelles, Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
A teoria do agir comunicativo no desenvolvimento do trabalho pedagógico dos professores e o ensino da democracia nas salas de aulas – diálogos entre Habermas, Imbérnon e Perrenoud
Miriam Azevedo Hernandez Perez
Teoria do agir comunicativo de Jürgen Habermas como proposta pedagógica para o ensino de Língua Portuguesa
Marineide Cavalcanti Arruda
Coordenador: Ralph Ings Bannell

06 DE JUNHO DE 2013

09:00 – 10:30 – Mesa 8
Acordo intersubjetivo da ética do discurso em Habermas
Flavio Telles Melo
O experimento de Benjamin Libet e o resgate da intencionalidade
Claudia Castro de Andrade
Comissão da verdade: os documentos e a verdade
Dayo de Araújo Silva Côrbo, Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
Coordenador: Gilvan Hansen

10:30 – 11:00 – Coffee Break

11:00 – 12:30 – Mesa 9
Habermas e o expressivismo de normas de Allan Gibbard
Charles Feldhaus
Objeção ética e rejeição moral: tolerância como respeito em Forst e Habermas
Luiz Bernardo Leite Araújo
Coordenador: Valéria Wilke

12:30 – 14:00 – Almoço

14:00 – 15:30 – Mesa 10
Pretensões de verdade e correção na jurisdição: argumentação cética e a crítica via noção de contradição performativa
Frederico Olea
Tensão entre Facticidade e Validade no Processo Judicial
André Luiz Souza Coelho
Diagnóstico de época habermasiano na obra ‘Direito e Democracia’
Alessandra Genú Pacheco
Coordenador: Delamar José Volpato Dutra

15:30 – 16:00 – Coffee Break

16:00 – 17:30 – Mesa 11
A arbitragem como um mecanismo de reconstrução de sistemas jurídicos e viabilizador da paz mundial
Gilvan Hansen
Discutindo a nova política nacional de defesa do consumidor sob o prisma habermasiano
Gilvan Hansen
Discutindo os limites entre o suprapositivismo e a discricionariedade judicial
Sergio Gustavo Pauseiro, Claudio Brandão de Oliveira
Coordenador: Frederico Olea

Submissão

Pesquisadores e estudantes de Pós-Graduação stricto sensu poderão submeter os resumosde seus trabalhos para serem apresentados nas sessões dos Colóquios. Os artigos poderão ser entregues até o primeiro dia do colóquio.

As submissões serão realizadas pela seguinte página: http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/ch/ixch

Atenção: Informamos que o problema de recebimento de trabalhos pela plataforma por conta da data limite para submissões já foi solucionado. Resumos e/ou artigos poderão ser submetidos até o dia 12/05/2013! Aqueles que submeterem resumos poderão enviar seus artigos completos até o primeiro dia do colóquio.

Informamos que a página de submissões já está funcionando normalmente. Para submeter o seu trabalho, basta se cadastrar clicando na opção “Cadastro”, no menu da parte superior da página.

Durante o cadastro, marque a opção “Autor”, para que o sistema habilite a submissão de trabalhos para o seu usuário.

Não esqueça de guardar seu login e senha da plataforma.

Caso não consiga realizar a submissão pelo procedimento acima, envie o trabalho para o email coloquioshabermas@ibict.br.

Qualquer dúvida, entre em contato pelo email coloquioshabermas@ibict.br

Prazo: O prazo final para submissões foi prorrogado até o dia 12/05/2013.

Todos os trabalhos apresentados no coloquio serão publicados em anais sob a licença Creative Commons.

DA  FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos devem ser enviados em arquivo tipo Word 97-2003, em forma de texto completo. A folha de rosto deve conter: Título do trabalho; Nome(s) do autor e co-autores; Filiação institucional de cada autor; Titulação de cada autor; E-mail de cada autor. O trabalho deve ter o formato A4, com 15 a 20 laudas, incluindo folha de rosto e referências. As margens: superior = 3,0cm; inferior = 2,0cm; esquerda = 3,0cm; direita = 2,0cm. O espaçamento entre linhas: 1,5 entre linhas, sem espaçamento entre parágrafos e com recuo de 1,25cm no início de cada parágrafo. A fonte deve ser: Times New Roman tamanho 12. As notas explicativas devem vir na página onde são inseridas (comando: nota de rodapé – fim de página). A estrutura do texto, numeração seqüencial dos itens, citações e referências devem seguir as normas da ABNT para trabalhos científicos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s