Colóquio Habermas 2014

Clique aqui para baixar os anais do X Colóquio Habermas e I Colóquio de Filosofia da Informação

Introdução

Recentemente, houve protestos nas ruas das cidades brasileiras que alguns caracterizam como uma luta pelo que é comum e a expressão de uma crise da representação política no país. No entanto, isso não é um fenômeno político restrito ao Brasil. Nos últimos anos, houve protestos no mundo todo. Muitas bandeiras foram levantadas durante os protestos, mas talvez um aspecto comum seja a experiência de não ter a voz ouvida pelas autoridades.

Há uma sensação de que a democracia não está funcionando conforme os interesses de todo mundo. Quem, afinal, está em controle da sociedade na qual vivemos? É possível que as instituições políticas do Estado de Direito Constitucional traduzam os interesses generalizáveis da população em políticas públicas? Será que a liberdade comunicativa, com a dose de anarquia que menciona Habermas, está na base das ações para uma reconstrução do direito?

Qual o papel do conceito de informação na sociedade contemporânea? Em que medida ele  é responsável pelas transformações que perpassam o “social”, o “cultural”,  o “político”,  o  “educacional” e o “filosófico”, como  predicados para a reflexão e para as ações na contemporaneidade? Porque a informação se tornou um significante portador de tantos significados em tão pouco tempo? Os questionamentos em torno dessa palavra que se generalizou como elemento central dos discursos científicos e não-científicos na segunda metade do século passado respondem pela proposta de  realização  de um primeiro Colóquio de Filosofia da Informação.

Essas e outras perguntas são da maior importância num ano de eleições, como o ano de 2014 no Brasil. Por isso, escolhemos o tema “Representação, democracia e controle social” para o X Colóquio Habermas, que acontecerá no Rio de Janeiro, nos dias 09, 10 e 11 de Setembro de 2014. Jürgen Habermas é um dos filósofos e sociólogos que mais se preocupou com a questão de democracia e o Estado de Direito na sua vasta produção.

O objetivo do colóquio é o de estimular o debate acerca do pensamento habermasiano sobre a política e sua relevância para pensar a política hoje em dia, com participação de especialistas estrangeiros e nacionais.

Artigos

(a lista de artigos do X Colóqui Habermas será publicada em breve)

Galeria

x-colc3b3quio-habermas-0 x-colc3b3quio-habermas-1 x-colc3b3quio-habermas-2x-colc3b3quio-habermas-3 x-colc3b3quio-habermas-4 x-colc3b3quio-habermas-5 x-colc3b3quio-habermas-6 x-colc3b3quio-habermas-7 x-colc3b3quio-habermas-8 x-colc3b3quio-habermas-9 x-colc3b3quio-habermas-10 x-colc3b3quio-habermas-11 x-colc3b3quio-habermas-12 x-colc3b3quio-habermas-13 x-colc3b3quio-habermas-14 x-colc3b3quio-habermas-15 x-colc3b3quio-habermas-16 x-colc3b3quio-habermas-17 x-colc3b3quio-habermas-18 x-colc3b3quio-habermas-19 x-colc3b3quio-habermas-20 x-colc3b3quio-habermas-21 x-colc3b3quio-habermas-22 x-colc3b3quio-habermas-23 x-colc3b3quio-habermas-24 x-colc3b3quio-habermas-25 x-colc3b3quio-habermas-26 x-colc3b3quio-habermas-27 x-colc3b3quio-habermas-28 x-colc3b3quio-habermas-29 x-colc3b3quio-habermas-30 x-colc3b3quio-habermas-31 x-colc3b3quio-habermas-32 x-colc3b3quio-habermas-33 x-colc3b3quio-habermas-34 x-colc3b3quio-habermas-35  x-colc3b3quio-habermas-37 x-colc3b3quio-habermas-38 x-colc3b3quio-habermas-39 x-colc3b3quio-habermas-40 x-colc3b3quio-habermas-41 x-colc3b3quio-habermas-42 x-colc3b3quio-habermas-43 x-colc3b3quio-habermas-44 x-colc3b3quio-habermas-45 x-colc3b3quio-habermas-46 x-colc3b3quio-habermas-47 x-colc3b3quio-habermas-48 x-colc3b3quio-habermas-49 x-colc3b3quio-habermas-50 x-colc3b3quio-habermas-51  x-colc3b3quio-habermas-53 x-colc3b3quio-habermas-54 x-colc3b3quio-habermas-55 x-colc3b3quio-habermas-56 x-colc3b3quio-habermas-57 x-colc3b3quio-habermas-58 x-colc3b3quio-habermas-59 x-colc3b3quio-habermas-60 x-colc3b3quio-habermas-62 x-colc3b3quio-habermas-63 x-colc3b3quio-habermas-64 x-colc3b3quio-habermas-65 x-colc3b3quio-habermas-66 x-colc3b3quio-habermas-67 x-colc3b3quio-habermas-68 x-colc3b3quio-habermas-69 x-colc3b3quio-habermas-70 x-colc3b3quio-habermas-71 x-colc3b3quio-habermas-72

Hospedagem

Visando oferecer maior comodidade aos participantes do X Colóquio Habermas abaixo inserimos alguns hotéis do Rio de Janeiro.
Faça a sua reserva entrando em contato através dos canais do hotel escolhido.

Rede Othon

Reservas por adesão através da Central de Reservas da Rede
Telefones: 0800 725 0505 / (21) 2106-0200
e-mail: central.reservas@othon.com.br

• Leme Othon Palace

Endereço: Avenida Atlântica, 656 – Copacabana

• Califórnia Othon Classic

Endereço: Avenida Atlântica, 2616 – Copacabana

• Savoy Othon Travel

Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 995 – Copacabana

• Aeroporto Othon Travel

Endereço: Avenida Beira Mar, 280 – Centro
Rede Mirador

• Departamento de Reservas do Hotel Mirador

Telefone: (21) 2123-9292
e-mail: reservas@hotelmirador.com.br
Endereço: Rua Tonelero, 338 – Copacabana

• Departamento de Reservas do Hotel Majestic

Telefone: (021) 2108-9292
e-mail: reservas@majestichotel.com.br
Endereço: Rua 5 de Julho, 195 – Copacabana

Hotéis próximos a estações de Metrô

• Golden Park

(perto da estação Glória)
Rua do Russel, 374 – Glória

http://www.hotelgoldenparkrio.com.br

• Novo Mundo

(perto da estação Catete)
Praia do Flamengo, 20 – Flamengo

http://www.hotelnovomundo.com.br

• Atlantis Copacabana

(perto da estação Ipanema)
Rua Bulhões de Carvalho, 61 – Copacabana

http://www.atlantishotel.com.br

• Copacabana Mar

(perto da estação Cardeal Arcoverde)
Rua Ministro Viveiros de Castro, 155 – Copacabana

http://www.copacabanamarhotel.com

Hostels em Copacabana e Botafogo

• Vila Carioca Hostel
Rua Estacio Coimbra, 84 – Botafogo

http://vilacarioca.com.br/

• Cabana Copa

Travessa Guimarães Natal, 12 – Copacabana

http://www.cabanacopa.com.br

• Copa Fun Hostel

Rua Siqueira Campos Nº 214a – Copacabana

http://copafunhostel.com.br

• El Misti

Rua Tonelero 197 – Copacabana

http://www.elmistihostelrio.com

• Che Lagarto

Rua Santa Clara 304 – Copacabana

http://www.chelagarto.com/index.php/pt/hostels-suites-em-copacabana.html

Inscrições

As inscrições para o “X COLÓQUIO HABERMAS: REPRESENTAÇÃO, DEMOCRACIA E CONTROLE SOCIAL E I COLÓQUIO DE FILOSOFIA DA INFORMAÇÃO” serão feitas no local. Não serão cobradas taxas. Serão fornecidos certificados aos participantes.

Local

Rio de Janeiro – RJ
Dias 09, 10 e 11 de Setembro de 2014

Auditório do CCET/Unirio

Endereço: Av. Pasteur, 458 – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/Unirio

Referência: 200m – próximo ao Pão de Açúcar

Ônibus: 107 (Urca- Central) – descer na parada do Pão de Açúcar

Metrô: descer na Estação Botafogo da Voluntários da Pátria; ônibus 513 (integração metrô-Urca); descer na parada do Pão de Açúcar.

Organização

Comissão Organizadora

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima
Gustavo Saldanha
Jorge Atilio Iulianelli
Marcia Heloisa Tavares de Figueiredo Lima
Ralph Ings Bannell
Valéria Cristina Lopes Wilke

Secretaria Executiva

Selma Santiago

Colaboração/Apoio

Grupo de Pesquisa: Filosofia e Política da Informação

Pesquisadores

André Jacques Louis Adrien Berten

Axel Mueller

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

Graduado em Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (1986). Mestre (1992) e Doutor (2005) em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre (1993) e Doutor (2000) em Administração na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Pós-doutorado no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (2010). Professor adjunto 2 da Universidade Federal de Santa Catarina (2006 a 2009). É pesquisador adjunto 2 do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia desde 2009. Coordenador do Grupo de Trabalho 5 – Política e Economia da Informação da ANCIB – Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação a partir de 2011. Tem experiência nas áreas de Ciência da Informação. Administração e Medicina. Tem abordado os seguintes temas nas suas pesquisas: agir comunicativo e discurso; aprendizagem e inovação; administração de organizações complexas e informação em saúde.

Cristina Lafont

Cristina Lafont is Professor of Philosophy (PhD University of Frankfurt, 1992; Habilitation University of Frankfurt, 2000). She specializes in German philosophy, particularly hermeneutics and critical theory. She is the author of The Linguistic Turn in Hermeneutic Philosophy (MIT Press, 1999), Heidegger, Language, and World-disclosure (Cambridge University Press, 2000), Global Governance and Human Rights (Spinoza Lecture Series, van Gorcum, 2012), and co-editor of the Habermas Handbuch (Metzler Verlag, 2010). She has also published numerous articles in contemporary moral and political philosophy. In 2011 she was named to the Spinoza Chair at the University of Amsterdam. One of her current research projects focuses on a defense of an ideal of deliberative democracy that could be implemented beyond national borders. In 2012/13 she had the opportunity to work on this project as a Fellow at the Wissenschaftskolleg zu Berlin.

Delamar José Volpato Dutra

Graduado em Filosofia pela UCS, Bacharel em Direito pela UFSC, doutor em Filosofia pela UFRGS, com estágio de doutorado na Université Catholique de Louvain, Bélgica. Fez pós-doutorado na Columbia University (New York), tendo como tema “Dworkin’s Rationality of Adjudication and Habermas Critical Appraisal”. Fez também pós-doutorado na Aberystwyth University (País de Gales, Reino Unido), tendo como tema “Habermas s Critique of Kant and Hobbes”. É professor da Universidade Federal de Santa Catarina na graduação e no programa de pós-graduação em Filosofia, do qual foi coordenador nos anos de 2008 e 2009. Foi membro da comissão de avaliação da CAPES para a área de Filosofia nos anos de 2009 e 2010. Atualmente compõe a diretoria da ANPOF e é coordenador do GT Teorias da Justiça. É pesquisador do CNPq desde 1999. O projeto ora em curso versa sobre “A teoria discursiva do direito de Habermas e o positivismo jurídico”. Pesquisa sobre a fundamentação e a aplicação do direito, bem como sobre a relação entre moral e direito nas filosofias de Hobbes, Kant, Schmitt, Habermas, Hart e Dworkin. Publicou os livros “Razão e consenso em Habermas”, “A reformulação discursiva da moral kantiana” e “Manual de Filosofia do Direito”.

Flavio Beno Siebeneichler

Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutorado em Teologia e Ciência da religião pela Universidade de Regensburg. Foi professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor titular da Universidade Gama Filho. Tem experiência na área da filosofia contemporânea, especialmente no campo da ética, da Teoria Crítica (teoria estética de T. W. Adorno ), da Fenomenologia (E. Husserl e P. Ricoeur), da Hermenêutica (H. G. Gadamer), da Teoria de Sistemas (de N. Luhmann) e da Pragmática, na linha de J. Habermas e de K. O. Apel. Neste contexto, sobressaem os seguintes temas: razão comunicativa; filosofia pós-metafísica que trabalha em conexão com as ciências humanas e sociais; busca cooperativa da verdade; interdisciplinaridade; estética crítica; filosofia do direito; mundo da vida e sistema, ética do discurso; justiça; responsabilidade solidária; perspectivas da democracia nas atuais sociedades pluralistas.

Gilvan Luiz Hansen

Possui Graduação em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo (1985), Graduação em Direito pelo Centro Universitário Plínio Leite (2010), Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997) e Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é professor do Departamento de Direito Privado da Universidade Federal Fluminense, docente da Graduação em Direito, do Mestrado em Justiça Administrativa, do Mestrado e Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais. Tem experiência e publicações na área de Filosofia e em Direito, com ênfase em Ética, História do Direito, Filosofia do Direito, Teoria do Direito, Filosofia da Educação e Filosofia Política. Pesquisador de temas atinentes ao Idealismo Alemão (Kant e Hegel), ao Marxismo, à Escola de Frankfurt e às discussões contemporâneas sobre Ética, Justiça, Cidadania, Direito e Democracia (Habermas, Rawls, Giddens).

Jorge Atilio Iulianelli

Possui graduação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1989), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998) e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Atualmente é assessor pesquisador – Koinonia Presença Ecumênica e Serviço e professor assisente- rti da Universidade Gama Filho. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, atuando principalmente nos seguintes temas: Ética do Discurso, Ética Aplicada, Ciências Sociais, Direitos Humanos, Educação Inclusiva, Juventude, Campesinato Latino-Americano, Ordenamento Político, Populações Tradicionais, Populações Afro-Brasileiras.

Jovino Pizzi

Licenciado e Bacharel em Filosofia (1983) e em Comunicação Social – Jornalismo (1992); mestre em Filosofia (PUCRGS, 1992) e doutor em Ética y Democracia pela UJI (Espanha, 2002), onde foi pesquisador visitante por duas vezes (2005-2006 e 2007). Atualmente é professor da Universidade Federal de Pelotas, PPG em Filosofia e em Educação (mestrao e doutorado). Sua pesquisa centra-se especialmente na área de Filosofia Contemporânea, com ênfase na área da Ética, ética do discurso e em éticas aplicadas, com publicações na área (no Brasil, Europa e na América Latina). Autor de livros como: Ética do discurso. A racionalidade ético-comunicativa (1994); El mundo de la vida. Husserl y Habermas (Chile, 2005); O conteúdo moral do agir comunicativo (2005); Desafios éticos e políticos da cidadania (2006) – em conjunto com Cecília Pires; O mundo da vida. Husserl e a crítica de Habermas (2006); Ética e éticas aplicadas. A reconfiguração do âmbito moral (2006); Organizador do livro Diálogo Crítico Educativo. Um debate filosófico (2008); Diálogo crítico-educativo II: o sujeito educativo (2009) e Pensamento Crítico III. Utilitarismo e Responsabilidade (2011). A segunda edição do livro Ética e responsabilidade social saiu em 2009. Traduziu diversos artigos e os livros: Ética empresarial. Do diálogo à confiança (2008); Ética Intercultural (Re) Leituras do pensamento latino-americano (2010).

Luiz Repa

Possui graduação (1995), mestrado (2000) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004). Fez estudo complementar na Goethe-Universität de Frankfurt am Main. Atualmente é professor da Universidade de São Paulo e pesquisador do Núcleo Direito e Democracia do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes autores e temas: Jürgen Habermas, Axel Honneth, teoria crítica, filosofia contemporânea e filosofia alemã.

Maria Nelida Gonzalez de Gomez

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), mestre em Ciência da Informação pela mesma universidade, em Convênio com o IBICT (1982), graduada em Filosofia pela Universidad Nacional del Litoral, hoje Universidad Nacional de Rosario, Argentina . Pesquisadora Titular Aposentada do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, IBICT,desde junho de 2010. Atualmente, é Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação , na condição de Professora Visitante sênior da Universidade Federal Fluminense e Professora Colaboradora do Pós -graduação em Ciência da Informação desenvolvido em convênio pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia-IBICT e a Universidade Federal de Rio de Janeiro. Orientadora de Mestrado e Doutorado, e supervisora de estágios de pós-doutorado, em Ciência da Informação. Suas atividades de ensino e pesquisa foram direcionadas ao entendimento das questões contemporâneas da informação e da documentação, à luz das premissas filosóficas e epistemológicas com que tais questões são abordadas no campo interdisciplinar da Ciência da Informação, assim como em alguns de seus desdobramento nas Ciências Sociais Aplicadas. Tem experiência na constituição e acompanhamento de cursos de Pós-graduação na área, estrito e lato senso, em funções de coordenação, assessoria e consultoria. Tem participado, como avaliadora externa, da avaliação de cursos de pós-graduação e graduação da área, e em Jornadas de Iniciação Científica da UFRJ (2011, 2012) e da UNIRIO (2010, 2012). Na pesquisa atual, considerando que informação e documentação aludem a alguns dos principais modos de construção de evidencias nas sociedades modernas e contemporâneas, estudam-se as relações entre a configuração atual do ciclo de vida da informação e sua manifestação e efeitos na produção, legitimação e aferimento da validade dos conhecimentos, assim como algumas das condições e consequências, ético- políticas, dessa constituição.

Nadja Hermann

Possui graduação em Filosofia pela UFSM, mestrado em Educação pela PUCRS e doutorado em Educação pela UFRGS (1995), com doutorado sanduíche na Universidade de Heidelberg – Alemanha. Foi professora titular de Filosofia da Educação da UFRGS de 1997 a 2005. Coordenou o Comitê de Educação e Psicologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul no período de 2002 a 2006. Realizou estágios de pesquisa na Universität Heidelberg/Erziehungswissenschatliches Seminar nos anos de 1998, 1999 e 2005. Em 2012 recebeu bolsa CNPq, modalidade EV-1, para realizar Intercâmbio Interinstitucional com o IBICT tratando do Tema: Racionalidade, aprendizagem e ética em Habermas. Atualmente é professora adjunta da PUCRS. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia da educação, racionalidade, hermenâutica, Habermas, Gadamer, ética, ética e estética.

Nythamar de Oliveira

Após cursar dois anos de Engenharia Eletrônica (Básico) na Escola Politécnica da FESP, fez graduação e mestrado em Teologia (Licence et Maîtrise en Théologie) na Faculté de Théologie Réformée d’Aix-en-Provence (1985, 1987), mestrado em Filosofia (Villanova University, 1990) e doutorado em Filosofia (Ph.D., 1994) pela State University of New York em Stony Brook. Tem pós-doutorado na New School for Social Research (1997-98), na London School of Economics e na Universität Kassel (2004-05, 2012), onde foi pesquisador bolsista da Alexander von Humboldt Stiftung. Tem sido Pesquisador do CNPq desde 1995. Foi professor visitante na University of Toledo, Ohio (EUA), em 2007-08, onde lecionou 11 disciplinas e conduziu pesquisa de pós-doutorado. Atualmente é professor adjunto da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Coordenador do Grupo de Pesquisa em Neurofilosofia (Instituto do Cérebro, InsCer) e do Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia, criado em 2009. Foi Coordenador do PPG em Filosofia e membro do Comitê de Ética em Pesquisa da PUCRS, e atuou como membro do Comitê Assessor da Área Filosofia junto à Capes (triênio 2004-06). Tem experiência nas áreas de Ética e Filosofia Política, atuando ainda nas áreas de hermenêutica, fenomenologia e idealismo alemão. Organizou 10 eventos internacionais e participou com apresentação de trabalho em mais de 50 eventos (sendo mais de 30 eventos internacionais). Orientou 21 dissertações de mestrado e 16 teses de doutorado (concluídas e publicamente defendidas). Publicou 3 livros, co-organizou 6 volumes e tem mais de 35 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, tais como Manuscrito, Deutsche Zeitschrift für Philosophie, Veritas, Filosofia Política, Dois Pontos, Civitas, New Nietzsche Studies, International Studies in Philosophy, Comparative and Continental Philosophy e Rivista Internazzionale di Filosofia del Diritto, e mais de 15 capítulos de livro em coletâneas publicadas pela Blackwell, Presses Universitaires de France, W. de Gruyter e editoras universitárias nacionais e estrangeiras.

Ralph Ings Bannell

Possui graduação em Philosophy – University Of Stirling, Escócia e University of Berkeley, USA (1980), mestrado em Social And Political Thought – University of Sussex (1981) e doutorado em Social And Political Thought – University of Sussex (1991). Atualmente é professor associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, no departamento de Educação. Especializa em Filosofia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Racionalidade e educação; educação, ética e política; hermenêutica filosófica e educação; marxismo e educação; educação, cultura e comunicação; linguagem e aprendizagem; linguagem, ação e mente. É autor do livro Habermas e a Educação, publicado pela Autêntica em 2006, co-organisador do livro Educação para a Cidadania e os Limites do Liberalismo, publicado em 2011 pela 7 Letras/FAPERJ, além de artigos e capítulos de livros nacionais e internacionais.

Ronald Day

I am an associate professor at the School of Library and Information Scienceat Indiana University. My research is in the philosophy, history, politics, and culture of information, documentation, knowledge, and communication in the 20th and into the 21st centuries in the U.S. and Western Europe and in the discipline of Library and Information Science. The approach that I take is that of Critical Information Studies/ Critical Informatics. In this approach I use rhetorical, conceptual, and historical analyses.

I wrote The Modern Invention of Information: Discourse, History, and Power. I co-translated into English and co-edited the mid-twentieth century French documentalist Suzanne Briet’s book, What is Documentation? With Claire McInerney I co-edited Rethinking Knowledge Management: From Knowledge Objects to Knowledge Processes. I also write on information and politics and on intellectual freedom issues. Last, I have written on the relation of information and knowledge to poetics and conceptual and visual art.

Programação

Horário 09.09.2014 (Terça-Feira)
8:30 – 10:00 Comunicações Coordenadas
10:00 – 10:30 Intervalo
10:30 –12:00 Conferência
Cristina Lafont (Northwestern University)Democracy, human rights, and the responsibility to protect.
12:00 –14:00 Almoço
14:00 –15:30 Mesa redonda
Ralph Bannell (PUC-RJ)Cidadania democrática frente ao capital em Dewey e Habermas: implicações para sistemas escolares.Nadja Mara Hermann (PUCRS)
Habermas revisita Dewey: os desafios da relação entre educação e democracia.
15:30 – 16:00 Intervalo
16:00 – 18:00 Conferência
Axel Mueller (Northwestern University)Habermas on supranational democracy.
Horário 10.09.2014 (Quarta-Feira)
8:30 – 10:00 Comunicações Coordenadas
10:00 – 10:30 Intervalo
10:30 –12:00 Mesa Redonda
André Jacques Louis Adrien Berten (UERJ) Representação, reflexividade, pragmática.Flávio Beno Siebeneichler (UFRJ)Anotações sobre a relevância do conceito de liberdade comunicativa na concepção de uma sociedade democrática.
12:00 –14:00 Almoço
14:00 –15:30 Mesa redonda
Jovino Pizzi (UFPEL)O sujeito pronominal: uma questão em aberto para a teoria do agir comunicativo.Delamar José Volpato Dutra (UFSC)O aborto em Habermas, Rawls e Dworkin: substância e procedimento.
15:30 – 16:00 Intervalo
16:00 – 18:00 Mesa Redonda
Luiz Sérgio Repa (USP/CEBRAP)Reconstrução em Conhecimento e Interesse.Nythamar de Oliveira Junior (PUCRS)Crítica imanente, equilíbrio reflexivo e reconstrução normativa: Habermas, Honneth e o déficit fenomenológico da teoria crítica.
Horário 11.09.2014 (Quinta-Feira)
8:30 – 10:00 Comunicações Coordenadas
10:00 – 10:30 Intervalo
10:30 –12:00 Conferência
Ronald Day (Indiana University)Documentation and the Spirit of Information
12:00 –14:00 Almoço
14:00 –15:30 Mesa redonda
Maria Nélida González de Gómez (UFF)Habermas e os estudos da informação: da pragmática formal a esfera pública.Clóvis Ricardo Montenegro de Lima (IBICT)A teoria do agir comunicativo de Habermas como fundamento dos estudos humanísticos da informação.
15:30 – 16:00 Intervalo
16:00 – 18:00 Mesa Redonda
Jorge Atílio Silva Iulianelli (UNESA)Problemas de representação sociopolítica nos limites da razão comunicativa.Gilvan Hansen (UFF)Democracia, representação e irreversibilidade nas ações políticas: um olhar habermasiano.

Clique aqui para baixar a lista das Comunicações Coordenadas

Submissão

Envio de trabalhos completos EXCLUSIVAMENTE pelo email: coloquioshabermas@ibict.br

Prazos de submissão estendidos

A Comissão Organizadora do X Colóquio Habermas e de Filosofia da Informação, decidiu estender as datas de submissão dos artigos completos:

Término dos envios: 09 de Agosto de 2014.

Pesquisadores e estudantes de Pós-Graduação stricto sensu poderão submeter os resumos de seus trabalhos para serem apresentados nas sessões dos Colóquios.

Todos os trabalhos apresentados no Colóquio serão publicados, posteriormente, em anais sob a licença Creative Commons.

Abertura de submissões: 01/03/2014

Previsão de término das submissões: 31/07/2014

Para utilizar o template clique abaixo:

Template – X Coloquio Habermas

DA  FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS

Utilizem o template.

Os trabalhos devem ser enviados em arquivo tipo Word 97-2003, em forma de texto completo. A folha de rosto deve conter: Título do trabalho; Nome(s) do autor e co-autores; Filiação institucional de cada autor; Titulação de cada autor; E-mail de cada autor. O trabalho deve ter o formato A4, com 15 a 20 laudas, incluindo folha de rosto e referências. As margens: superior = 3,0cm; inferior = 2,0cm; esquerda = 3,0cm; direita = 2,0cm. O espaçamento entre linhas: 1,5 entre linhas, sem espaçamento entre parágrafos e com recuo de 1,25cm no início de cada parágrafo. A fonte deve ser: Times New Roman tamanho 12. As notas explicativas devem vir na página onde são inseridas (comando: nota de rodapé – fim de página). A estrutura do texto, numeração seqüencial dos itens, citações e referências devem seguir as normas da ABNT para trabalhos científicos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s